Goleiro Bruno é demitido do Poços de Calda FC após jogar por apenas 45 minutos

Há apenas 23 dias, Bruno Fernandes foi ovacionado e posou ao lado de fãs durante a sua estreia no Poços de Calda FC. Entretanto, o contrato do jogador foi rescindindo depois de apenas uma partida disputada pelo time em questão.

As informações em questão foram confirmadas pelo próprio presidente do time, ainda na última segunda-feira (28). O contrato foi finalizado depois da partida disputada pelo jogador no dia 5 de novembro.

A respeito da decisão de rescindir o contrato de Bruno, o presidente do Poços de Calda FC, Paulo César da Silva, afirmou que a decisão não foi tomada exclusivamente pelo clube, mas antes de comum acordo com o goleiro.

Maiores informações a respeito da rescisão ainda não foram divulgadas. Inicialmente, Bruno vestiria a camisa do time até o mês de janeiro do próximo ano.

De acordo com Paulo César, o time não pode contar efetivamente com a participação de Bruno, uma vez que a Justiça está dificultando para que o atleta compareça aos treinos. Assim, torna-se difícil manter um jogador com alto salário que não pode ser utilizado devido à falta de prática.

Mariana Migliorini, a advogada de Bruno, teceu críticas ao clube e afirmou que tratava-se de falta de estrutura e também de desorganização por parte do Poços de Calda FC.